Limoges

Por em 8 novembro, 2016

1

Romana, medieval, gótica e moderna. Limoges nos leva a embarcar no luxuoso e refinado universo dos esmaltados, porcelanas e vitrais. Belos artesanatos que seduzem e combinam com sua paisagem calma e suavemente ondulada.

HISTÓRIA

Uma brisa ainda sopra lembrando a ocupação de Limoges, pelos romanos, por volta de 10 ac. No século X, a cidade foi abatida por uma epidemia causada pelo consumo de pão de centeio contaminado por um cogumelo parasita. Seus efeitos, semelhantes ao consumo de LSD, levaram à morte centenas de habitantes. A doença foi percebida como um castigo de Deus. Os doentes vinham implorar a proteção divina aos bispos que organizavam procissões em torno de relíquias e santos.
Essa tradição religiosa e popular, chamada de “Ostensions Limousin”- purgação dos pecados – está profundamente enraizada na história de Limoges: é considerada um patrimônio imaterial da humanidade e acontece de 7 em 7 anos, sendo que a última edição foi em 2016. No século XII, Limoges coroou Ricardo Coração de Leão, rei da Inglaterra como Duque d’Aquitaine. Evidências de sua presença estão no Castelo de Montbrun e Châlus, respectivamente vida e morte. A vila cujos arredores possuem a tradição na criação do gado da raça Limousine para produção de carne, é também conhecida como a cidade da indústria de luxo da porcelana, vitrais e esmaltados. A população de Limoges é, em torno de, 88000 habitantes.

O QUE FAZER

O centro de ajuda ao visitante fica na 12 Boulevard de Fleurus.
Esta cidade universitária é cortada pelo rio Vienne e divide-se em 2 partes: a velha Limoges ou La cité, com suas ruas estreitas e antigas casas e a cidade alta ou Le château, no topo.
Limoges Possui uma rede de Trolleybus com 5 linhas e é uma das últimas cidades a utilizar este meio de transporte público.

Gare de Limoges
vista da estação des Bénédictins do Champs de juillet

Vista da estação des Bénédictins do Champs de juillet

É uma das mais imponentes e majestosas estações da França, dessas que você vai para visitar e não só para chegar ou partir. O monumento foi erguido próximo ao monastério dos Beneditinos, convertido em pensionato para meninas, depois em prisão, um leprosário e por fim a estação que existe hoje. Os primeiros trabalhos de construção dessa estação moderna começaram em 1800. A cúpula no estilo Art déco possui uma altura de 67m. O interior possui uma grande quantidade de vitrais de Francis Chigot. Nos 4 ângulos do Hall observa-se uma estátua feminina, substituindo uma coluna e suportando sobre a cabeça um emblema das províncias de Limousin, Touraine, Bretagne e Gascogne. Na saída observe a torre dos 4 relógios, as esculturas da fachada e os jardins em volta. Magnífico!

Cathédrale St-Etienne
Catedral e ponte góticas Saint-Étienne

Catedral e ponte góticas Saint-Étienne

Sua construção se iniciou em 1273 e foram séculos de trabalho. O coro terminou em 1327, mas a nave teve a construção encerrada em 1890. A entrada principal é pela porta de Saint-Jean. Seu estilo é totalmente gótico. Majestosa e misteriosa, sombria como a própria idade média, apresenta numerosas relíquias e belas pinturas. O lado esquerdo da catedral é dominado por um labirinto de ruas medievais. Do lado direito fica o belo jardim do palácio Episcopal, que hoje é um museu com uma coleção de esmaltados preciosos do século XII até nossos dias e entre os artistas estão Leonard Limousin e Auguste Renoir. Abaixo do jardim, o rio Vienne com suas quatro pontes, duas delas muito antigas: a ponte Saint-Martial, construída no século XII e a ponte Saint-Étienne, construída em 1210, a menos antiga é a mais elegante. Fica na 3 rue de la Cathédrale.

Jardins de l’Évêché


Saindo da catedral, este belo jardim com fontes, plantas aquáticas e esculturas, oferece um bom momento para reflexão. A entrada é gratuita. Registre!!!

Le Souterrain de la Règle

Aqui, aprende-se muito sobre a história religiosa e os subterrâneos desta cidade. Entretanto, a parte visitável é muito pequena. O lugar, mesmo no verão, é muito frio. Registre!!! Fica na Place Saint-Étienne ao lado da Catedral.

Quartier de la Boucherie

Rue de la Boucherie
Perto do centro histórico do château existe uma famosa rua com numerosas casas de madeira medievais que um dia foi o lar de muitos açougueiros vendedores de carne de porco. Hoje, o comercio de lojas de luxo substituiu as “Boucheries”. No final da rua, encontramos uma ruela ocupada por um grande número de restaurantes. É um lugar bastante animado. Aos domingos todo o comércio da rua está fechado, mesmo os restaurantes. Registre!!!
No 36 rue de la Boucherie fica a ”Maison de la Boucherie”. A casa pode ser visitada gratuitamente, acompanhado de um guia. O lugar é pequeno, mas você irá descobrir como vivia e trabalhava uma família de Bouchers. A visita é muito interessante e instrutiva.

Musée National de la Porcelaine Adrien-Dubouché

Porcelana do século XIIPorcelana do século XII
Este museu possui a maior coleção de porcelanas de Limoges, a segunda da França, atrás de Sèvres. Suas peças ilustram a história da porcelana. Fica na 8 place Winston-Churchill.

Les Halles Centrales

7
Este belo edifício em art Déco é um labirinto em que a gente não se perde. Aqui, encontra-se de tudo, peixaria, floricultura, queijaria, bares, bancas de frutas e muito mais. Fica na Place de la Motte. Neste lugar, na idade média, encontrava-se o Château de la Motte. Para chegar pegue o Trolleybus. A place de la Motte é um lugar animado por grupos folclóricos, associações, lojas e bares.

Église de Saint-Michel-des-Lions

Um dos leões que guardam a igrejaUm dos leões que guardam a igreja
É uma das principais igrejas de Limoges, construída entre os séculos XIV e XVI. Ela deve seu nome aos 2 leões que guardam a sua entrada. Guarda também a caveira de Saint-Martial, bispo em 994, em um relicário esmaltado. A relíquia é exibida na procissão “Les Ostensions”. Fica na Place Saint-Michel.
A igreja está classificada como patrimônio histórico desde 1909.

Aquarium du Limousin

9
Um pequeno aquário no centro da cidade, mas muito diversificado e lúdico. Espécies africanas ou do Pacífico são bem representadas aqui. É um passeio dedicado às crianças. O tour dura em torno de 10 minutos. Ao final da visita, tanques gigantes com mais de 40 mil litros de água, contém espécies marinhas que podem ser tocadas, como a estrela do mar, por exemplo. Fica na 2 Boulevard Gambetta.

OS ARREDORES (BATE E VOLTA)

Presbitério de Mortmart by Père Igor Presbitério de Mortemart by Père Igor

Mortemart – Esta aldeia com 116 habitantes é uma das mais belas da França. Aqui, nasceu madame Montespan, a favorita do rei Louis XIV. Esta vila fascinante com seus salões, conventos, velhas casas, a Place Royale e alguns vestígios de um castelo construído em 995, destruído pelos ingleses no século XIV, atestam seu prestigio religioso e sua prosperidade econômica no passado. Fica a 40km de Limoges. Consulte o centro de ajuda ao visitante de Limoges.

11

Château de Montbrun – Esta fortaleza do século XII guarda dentro de suas torres lembranças da passagem de Ricardo coração de leão – rei da Inglaterra e duque d’Aquitaine, um piano tocado por Brahms e uma biblioteca com mais de 4000 obras. É um castelo com 32 luxuosos cômodos. Seu interior está inscrito como patrimônio Histórico desde 20 de setembro de 1946 e o exterior desde 10 de abril de 1990. Colocado à venda em 2013, conseguiu seduzir várias estrelas mundiais, entre elas Brad Pitt e Angelina Jolie. A fortaleza fica em Dournazac(via Rue des Feuillardier, 2km), à 45 km de Limoges. Consulte o centro de ajuda ao visitante de Limoges.

Ruinas da torre principal do château Châlus

Ruinas da torre principal do château Châlus

Château de Châlus – Seguindo os passos de Ricardo coração de Leão – rei da Inglaterra e Duque d’Aquitaine, foi aqui em Châlus que o rei foi morto, atingido fatalmente por uma flecha, ao tentar recuperar um tesouro guardado ferozmente pelos homens do Duque de Limoges. Châlus está a 36 km de Limoges. Consulte o centro de ajuda ao visitante de Limoges.

SOUVENIRS

A terra do ouro branco, o Caulim, um tipo de argila branca, é sede das luxuosas indústrias de porcelanas. E sim, é possível comprar peças, elegantemente em conta. Registre!!!

Pavillon de la porcelaine – – Empresa fundada por um grupo de americanos em meados do século XIX, exporta porcelana para os EUA e outros países do mundo. Suas peças ilustram a história da porcelana através dos tempos. Possui uma grande quantidade de peças para todos os bolsos, a partir de 3 euros. Fica na 40 avenue John Kennedy.

Bernardaud Porcelain Factory – – Possui uma entrada que vai, diretamente, para o outlet da fábrica, contendo peças com valor bem abaixo do preço de mercado ou peças com pequenos defeitos técnicos, imperceptíveis aos olhos de um leigo. A outra entrada fica no pátio da fábrica, onde é possível ver todo o processo de fabricação de uma peça e entender porque os valores são tão altos. Fica na 27 avenue Albert Thomas.

Royal Limoges – A indústria oferece uma visita guiada onde você poderá conhecer um forno classificado como patrimônio histórico. Fica na 54 rue Victor Duruy.

COMO CHEGAR

Limoges fica a 396 km, a sudoeste de Paris, na região de Limousin . Partindo de PARIS GARE D’AUSTERLITZ, o TGV gasta 3:13hs até a estação Bénédictins.

Toulouse fica a 311km de Limoges e a viagem de TGV dura 3:29hs até a estação de Toulouse-Matabiau.

Bordeaux fica a 210 Km de Limoges e a viagem dura 2:20hs até a estação de Limoges- Bénédictins.

Clermont-Ferrand fica a 211Km de Limoges e a viagem de TGV dura 3:45hs com uma conexão em Montlucon Ville(TER).

Périgueux fica a 110km de Limoges e a viagem de TER dura 1:17hs até a estação de Périgueux.

QUANDO IR

A cidade caracteriza-se por invernos suaves (poucos dias de episódios de neve) e verões quentes e secos. O outono é uma linda estação! É quando ocorre a troca anual de cores das árvores, em que suas folhas adquirem um tom meio avermelhado, meio amarelado.

Em julho/agosto, nos anos pares, tem a bienal internacional de artes dos esmaltados.
A procissão religiosa de Ostensions acontece a cada 7 anos e a próxima está prevista para 2023. Nesta época, a caveira guardada na igreja de Saint-Michel-des-Lions é tirada de um relicário e exibida aos fiéis que acreditam que ela tenha poderes místicos.

ONDE FICAR

Hôtel Akena HF – Situado no coração de Limoges, a 200 m da estação Bénédictins e a 500m de um shopping. Fica na 18 rue Général du Bessol. Diárias a partir de 90 euros.

Não tem hotel mais barato? Tem.

Art Hotel Tendance – Situado a 10 minutos de caminhada da estação Bénédictins e 15 minutos de caminhada até a Catedral saint-Étienne. Fica na 37 rue Armand Barbes. Diárias a partir de 64 euros.

Hôtel de La Paix – Situado a 400m da estação Bénédictins e 25 minutos de caminhada até a catedral de Saint-Étienne. Fica na 25 Place Jourdan. Diárias a partir de 45 euros.

ONDE COMER

Le Cheverny – Refeição deliciosa da entrada à sobremesa, terraço bastante agradável. Produtos locais como a carne de boi da raça Limousin. A adega está sempre bem guarnecida. 57 avenue Baudin. Menu gastronômico a partir de 38 euros.

Un Parfum D’oxalis – O lugar é pequeno, uma viagem à culinária francesa. Os pratos são deliciosos e a apresentação é linda. A carta de vinhos é boa. A sugestão é o Fois Gras à l’orange(fígado de ganso ao molho de laranja). Fica na 72B avenue Garibaldi. Preço médio a partir de 25 euros.

Tem mais barato? Tem.

Le Bistrot de la Femme A Barbe – – Este bistrô é pequeno e disputado. Boas opções de sanduíches (incluindo opção vegetariana). O cardápio é original (boi, pato, frango e bacalhau). Fica na 11 rue Lansecot. Menu a partir de 8 euros.

Bon Voyage!!!



Você também precisa conhecer

Ainda sem sugestões de passeios próximos para esta cidade.

8 de novembro de 2016

8 de novembro de 2016

RELACIONADOS
Vichy

2 de setembro de 2017

Clermont-Ferrand

5 de julho de 2017

Arrondissement de Limoges
19°
céu limpo
Humidade: 28%
Vento: 6m/s SSE
Max. 19 • Min. 9
15°
Seg
17°
Ter
20°
Qua
Dados da OpenWeatherMap
Quem sou
Bird

Conheci a França através dos livros e descobri que este país é, por si só, um exemplar admirável. Desses que te hipnotizam da primeira página ao último ponto. Violento e delicado, por vezes há um toque de conto de fadas. Pura emoção.

A história francesa é o cenário principal da narrativa com suas coerências e paradoxos, glórias e fracassos. Registre!!! A leitura mágica me transportou para tempos remotos e contemporâneos.

Quero que a minha viagem seja nossa. Ela está aqui, na bilheteria da estação ferroviária. Faça uma boa viagem e volte para me contar. Como dizem os franceses: "À Bientôt, j'espère."

Parceiros