Vichy

Por em 2 setembro, 2017

O reino das águas guarda consigo a fonte da juventude eterna. Descubra os segredos de Vichy, luxuosa e refinada, célebre por suas águas termais com gosto e cheiro especiais que curam e rejuvenescem. Seja bem vindo ao maior spa da Europa!

A HISTÓRIA:

Populações abandonadas, depositam confiança nos soldados alemães.

Localizada no centro de Bourbon, no limite norte de Auvergne, à beria do Rio Allier,  Vichy já brilhava na era romana. O imperador  Julio César já se banhou nessas águas, quentes ou frias, famosas por curar problemas hepáticos, biliares, digestivos e reumáticos.

No século XIX, Napoleão III, redescobriu a vila, tornou-se seu benfeitor e a transformou no reino das águas. Foi ele quem enviou Haussmann para desenhar os parques, as alamedas, sua estação de trens, cassinos, teatros, hotéis e lazer, atendendo turistas cada vez mais exigentes.

Durante a Segunda Guerra Mundial, no período entre 1940 até 1944, Vichy se opôs às Forças Livres Francesas. Em 1940, o marechal Pétain, então com 84 anos, assinou o acordo de rendição com a Alemanha. A população, transformada em fantoche nas mãos dos nazistas alemães, sentiu-se abandonada. Em 1944, o marechal Pétain, foi considerado traidor da França e condenado à morte, mas sua sentença foi revertida em prisão perpétua.

Hoje, a estação termal possui uma população em torno de 80.000 habitantes. A famosa água gasosa Perrier levou à cidade a reputação de saudável e relaxante! A Perrier Company controla o engarrafamento das águas  e as maiores atrações de Vichy.

O QUE FAZER:

Lac d’Allier

O centro de ajuda ao visitante fica na 19 rue du Parc e organiza visitas guiadas.

Vichy possui 3 fontes de águas quentes e 3 fontes de água fria. Você, certamente, já bebeu dessas águas distribuídas além Europa, famosas por curar problemas de estômago, reumatismo e ajudar no emagrecimento.

A vila é cheia de passagens que ligam as áreas comerciais às áreas termais e oferece muitas atividades culturais e esportivas.

É um prazer flanar pelas ruas da velha Vichy, no coração histórico da cidade e voltar ao seu passado medieval, quando a vila se organizou em torno das fontes, da igreja e de uma fortaleza feudal.

A rede de transporte público conta com 9 linhas de ônibus funcionando de 06:20h até 20:00h. A linha A serve à área turística, passando pelo quartier des Ailes, centre-ville e estação de trem. Os ônibus circulam à razão de um ônibus a cada 15 minutos.

Se quiser dar uma geral na cidade, a melhor opção é pegar o petit train. Em 35 minutos, o trenzinho circula a cidade mostrando os principais pontos turísticos. Vale a pena!!!

Fontes de Vichy

 

A natureza brindou Vichy com fontes termais. Cidade privilegiada, moradores privilegiados! São mais de 9 fontes distribuídas pelos arredores. A mais conhecida é a Source des Célestins, a mais velha de um conjunto de fontes chamadas de Grande Grille, Chomel, Lucas, Hôpital, Dômes, Lys, Boussange e Antoine.

Mas onde degustar dessas águas poderosas? No Hall des sources, que fica no coração do Parc des sources.  A Source de l’Hôpital dispõe de seu próprio pavilhão  no parc des sources e a Source Célestins pode ser degustado no rocher des Célestins.

Conheça um pouco mais das fontes.

Source des Célestins – A mais célebre das fontes de Vichy, nasce dos rochedos, onde, em outra época,  estava instalado o monastère de Célestins, fundado em 1410, por Louis II, Duque de Bourbon. Fonte natural, sua temperatura é de 22°C e sua vazão é de 160l/min. Seu gosto é agradável e é a única fonte cujas águas são engarrafadas.

Source Lucas –  Conhecida desde a época romana. A fonte é natural e a mais mineralizada das fontes de Vichy. Sua temperatura é de 27°C e sua vazão é de 16,6 l/min. Possui propriedades para cura de alergia, inflamação e problemas dermatológicos. Suas águas entram na composição dos cosméticos da Vichy laboratórios.

Source de Chomel – A fonte natural é rica em flúor e existe desde a época romana. Sua vazão é de 42l/min e sua temperatura é de 43ºC.  

 Source de l’Hôpital –  A fonte natural  possui uma vazão de 53l/min e sua temperatura  é de 34°C. Utilizada para cura de problemas digestivos, gástricos e intestinais.

Source Grande-Grille – A fonte natural é a mais rica em fluor. Sua utilização só é recomendada em doses fracas. Sua vazão é de 29,4l/min e sua temperatura é de 39°C.

Source du Dôme – A fonte natural ,  rica em carbonato/bicarbonato possui uma vazão de 16l/min e sua temperatura é de 66°C.  Utilizada na fabricação de iôdo, utilizado em tratamentos de reumatismo nos spa.

Source du Lys –  Descoberta em 1900 próxima à fonte du Dôme, na comunidade de Abrest. Sua vazão é de 12l/min e a sua temperatura é de 60°C. Sua utilização é idêntica à da fonte du Dôme.

Source Boussange – A captação de suas águas ocorre em Bellerive. Rica em gás carbônico, possui uma vazão de 255l /min e sua temperatura é de 41°C. Explorada industrialmente, ela alimenta os estabelecimentos termais  como: piscina térmica, massagens na água, banhos borbulhantes, duchas, etc.

Source Antoine – Fonte artificial, criada na época das ofertas das estações termais. Possui  uma vazão de 18m³/h e alcança uma temperatura de 75°C.

Église Saint-Blaise

A igreja foi construída pelo abade Claude Mareschal, a partir de 1672, sobre a capela Saint-Michel do castelo de Vichy tendo a obra sido concluída em 1714 pelo abade Joseph Mareschal, morto em julho de 1725. Sua pedra funerária se encontra no coro da igreja e é considerada um monumento histórico desde 30 de agosto de 1924.

A igreja é protegida pela Virgem negra, venerada por seus milagres. Todo dia 15 de agosto, durante a festa patronal, a Virgem é levada em procissão até a frente do Grand Casino para uma missa.

Depois de 1931 a igreja foi aumentada no estilo Art-déco como um prolongamento do antigo castelo do Duc Louis II de Bourbon. Fica na Vieux Vichy.

Parc Napoléon III

Criado em 1861 por decisão de Napoléon III, em meio a um braço secundário do rio Allier, o parque possui 450 árvores plantadas e 65 espécies vindas de vários continentes.

O Parque Napoléon III e o parque Kennedy são conhecidos como os parques de l’Allier, sendo Napoléon III a parte mais antiga dentre eles. O parque fica na 100 Boulevard des États Unis.

Palais des congrès et Opéra

O conjunto formado pelo Palais des Congrès, Opéra e Grand Café está situado no centro da vila, na extremidade sul do Parc des Sources. O edifício, construído por ordem de Napoleão III, possui grande variedade de ambientes que remontam ao segundo império, à belle époque e ao modernismo.

Em 1995, o cassino foi restaurado e tornou-se o Palais des Congrès, um lugar dedicado ao turismo. O teatro, no estilo Art-Nouveau, é único na França. O conjunto fica na 5 rue du Casino.

 Le pavillon Sauvigné

A mansão Sévigné é um antigo hotel de Vichy que ganhou esse nome ao receber como hóspede, por duas vêzes, a marquesa e escritora Madame de Sévigné. Ela veio a Vichy para se tratar de um reumatismo. O lugar foi, também, residência do marechal Pétain durante a Segunda Guerra Mundial. Depois da Segunda Guerra voltou a ser um hotel e em 2002, tornou-se residência particular. O pavillon Sévigné fica na 50 Rue Président Wilson.

Le castel Franc

Esta bela casa foi construída sobre as muralhas de Vichy, no início do século XV. Foi restaurada no início do século XIX no estilo néo-gótico. É provável que a antiga fortaleza tenha sido residência do reitor de Vichy.

L’Esplanade du lac d’Allier

O projeto de mais de uma dezena de anos atrás é uma das realizações que mais transformou a vila, tanto para seus habitantes quanto para os turistas. A margem direita do d’Allier se transformou na “The place to be” para comer, beber, badalar, fazer esportes, encontrar os amigos e reunir a família.

OS ARREDORES (BATE E VOLTA):

Riom by David Peta

Riom – Esta vila, com seus 140 edifícios classificados como patrimônio histórico, é chamada de Riom-le-Beau (Riom, a bela) e pode se vangloriar de ser uma vila-museu.

Além da Maison des Consuls ou l’Hôtel Guimoneau, com sua esplêndida escadaria ornada de esculturas e medalhões, a vila possui belas fontes, entre elas, a fonte de Adão e Eva do século XVII e outros monumentos que não podem deixar de ser visitados, entre eles, a basílica de Saint-Aimable, do século XII, e a igreja de Notre-Dame-du-Marthuret, que abriga magnífica estátua da Virgem do século XIV.

Riom fica a 32km de Vichy. Para chegar lá consulte o centro de ajuda ao visitante.

Maison du Pirou – séc. XV

Thiers – A vila se orgulha de produzir talheres, uma indústria que pouco se modernizou. O centro da vila abriga velhas casas de madeira sendo a principal delas, a Maison du Pirou, construída no início do século XV por um rico comerciante da vila.

O Musée municipal de la Coutellerie (museu dos talheres) lembra a fabricação de talheres de Thiers através dos anos.

Thiers fica a 29km de vichy. Para chegar lá consulte o centro de ajuda ao visitante.

SOUVENIRS:

Shopping les quatres chemins – É um pequeno centro comercial com poucas lojas, mas muito agradável, que possui cinema e bom restaurante. Fica na 35 rue Lucas.

QUANDO ANOITECE:

A cidade possui 2 cassinos. O mais atraente deles o Casino des Quatres-Chemin localizado no shopping Les Quatres Chemins, na rue Lucas, é bem ao estilo Las Vegas e substituiu o Casino Elysée Palace, cujo mais ilustre apostador era Napoleão III, no século XIX. Para alguns jogos é necessária a apresentação de identidade, no entanto, não são tão rigorosos quanto ao modo de vestir.

O segundo casino, o Le Grand Café, é mais simples, fica na 7 rue du Casino

Querendo conhecer o que os moradores fazem à noite o Le Vichy é o bar mais animado da cidade. Possui karaokê e espaço para dança. Fica na 15 Rue Burnol.

COMO CHEGAR:

Vichy fica em Auvergne, a 348Km ao sul de Paris, no centro da França. Partindo da estação PARIS BERCY, o trem gasta 03:07h até Vichy.

Clermond-Ferrand fica a 53Km de Vichy e a viagem de TER até a estação da cidade dura 00:30h.

Lyon fica a 174Km de Vichy e a viagem de TER dura 02:00 até Lyon Part Dieu.

QUANDO IR:

O período que vai de maio a setembro é o melhor.

Julho/Agosto tem verão musical (Été Musical).

15 de Agosto tem procissão das tochas (Procession aux flambeaux).

ONDE FICAR:

Hôtel Aletti Palace – Este verdadeiro palácio francês conserva o charme do século XIX.  Situado no centro de Vichy em frente ao Palais des Congrès e Ópera, a 700 metros da estação de trem.  Fica na 3 Place Joseph Aletti. Diárias a partir de 110 euros.

Arverna Citotel Vichy –  O Hotel possui acomodações modernas e excelente localização. Está a 500m da estação de trem e do centro da cidade. Fica na 12, rue Desbrest. Diárias a partir de 82 euros.

Ariane – O Hotel situado no centro de Vichy e a 5 minutos a pé da estação de trem é rodeado por um jardim bem cuidado que transmite paz e relaxamento. Fica na 46 Rue Beauparlant. Diárias a partir de 60 euros.

Não tem hotel mais barato? Tem.

Hôtel du Rhône – Este hotel simples e confortável, possui localização ideal. Situado a 400m do centro e 500m da estação de trem, próximo à área de compras, spa, cassino, Palais des Congrès e Ópera . Fica na 8 Rue De Paris. Diárias a partir de 55 euros.

ONDE COMER:

Chez Julietta – O pequeno restaurante é simpático e agradável. A decoração é iluminada e colorida. O cardápio é reduzido, mas variado. Fica na 27 rue Salignat. Preço médio a partir de 16 euros.

La Table d’Antoine –   O lugar fornece uma comidatipicamente, francesa. As sobremesas são fantásticas. Fica na 8 rue Burnol. Preço médio a partir de 35 euros.

Brasserie du Casino – Seus muros foram construídos em 1897 como um café. Aberto ao público como uma brasserie desde 1921, é considerado o melhor restaurante de Vichy e está sempre lotado. Fica na 4 rue du Casino. Preço médio a partir de 38 euros.

Tem mais barato? Tem.

Le Vichy – O restaurante está localizado numa rua calma. O preço é baixo em relação à qualidade dos produtos. Fica na 15 rue Burnol. Menu do dia a partir de 10 euros.

Bon Voyage!!!



Você também precisa conhecer

2 de setembro de 2017

2 de setembro de 2017

RELACIONADOS
Clermont-Ferrand

5 de julho de 2017

vista da estação des Bénédictins do Champs de juillet
Limoges

8 de novembro de 2016

  • Fernanda @fernanda_souz4

    O blog está incrível, as informações estão completas e detalhas. Todos os lugares são maravilhosos e desperta a vontade de conhecê-los.

  • Renata Pimentel

    Menina que máximo! Amei seu blog porque vc detalha tudo e é como se eu conhecesse tudo e através de vc. Com certeza quando eu for a França vou seguir suas dicas! E uma dúvida as fotos é vc mesma quem tira? Estão maravilhosas! Parabéns!

  • @bailaninah

    Adorei o blog!! Estou participando do sorteio do instagram com o user @bailaninah bjos!!

Arrondissement de Vichy
22°
céu limpo
Humidade: 21%
Vento: 7m/s SSE
Max. 22 • Min. 8
18°
Seg
19°
Ter
19°
Qua
Dados da OpenWeatherMap
Quem sou
Bird

Conheci a França através dos livros e descobri que este país é, por si só, um exemplar admirável. Desses que te hipnotizam da primeira página ao último ponto. Violento e delicado, por vezes há um toque de conto de fadas. Pura emoção.

A história francesa é o cenário principal da narrativa com suas coerências e paradoxos, glórias e fracassos. Registre!!! A leitura mágica me transportou para tempos remotos e contemporâneos.

Quero que a minha viagem seja nossa. Ela está aqui, na bilheteria da estação ferroviária. Faça uma boa viagem e volte para me contar. Como dizem os franceses: "À Bientôt, j'espère."

Parceiros