Grenoble

Por em 28 junho, 2017

A encantada Grenoble, capital dos Alpes, é uma cidade coroada. Caminhe por suas avenidas e elas te levarão às montanhas. Respire o ar mais puro de toda a França. Aqui tudo muda, exceto sua paisagem. Deixe-se seduzir por sua beleza.

A HISTÓRIA

Localizada ao pés dos Alpes, onde o Rio Drac se junta ao L’Isère, a cidade é contornada por uma coroa de montanhas(Belledonne, Vercors e Chartreuse). Possui mais de dois mil anos e é a capital histórica do Dauphiné desde o século XI. Dominada por uma antiga fortaleza, la Bastille, a velha vila é marcada por seu traçado com ruas estreitas que foram se expandindo ao longo dos séculos. O período de maior expansão econômica foi entre os séculos XIX e XX. Sediou os jogos olímpicos de inverno de 1968. Possui o maior contingente de imigrantes vindos do sul da Itália. Esta cidade de cultura montanheira e espírito urbano é considerada universitária e cosmopolita. A maior metrópole dos Alpes possui cerca de 160mil habitantes.

O QUE FAZER

O centro de ajuda ao visitante fica na 14 rue de la republique.

Tramway

Tramway

Para se locomover dentro da cidade, o Tramway possui 5 linhas e há ainda 25 linhas de ônibus. Além disso, a cidade mais plana da França conta com 320km de ciclovias. Alugue uma bicicleta. Registre!!!

Téléphérique de Grenoble

Téléphérique de Grenoble

Téléphérique de Grenoble

Construído no século XX, o teleférico ou como às vezes é chamado, os ovos de Grenoble, é a maneira fácil de chegar à antiga cidade – La bastille, ao Parque Paul- Mistral com a tour Perret e a Garage Helicoidal. A vista é magnífica!

La Bastille

Fort de la Bastille

Fort de la Bastille

A velha Grenoble com certeza merece uma visita. Vá de teleférico ou, para os mais corajosos, através de uma caminhada que considero quase uma escalada. Faça uma pausa e aprecie a vista.

Place Grenette

Fontaine des Dauphins - la Place Grenette by Davis Hunter

Fontaine des Dauphins – la Place Grenette by Davis Hunter

Na idade média esta praça era um campo onde se realizava uma feira de grãos. Daí o nome Grenette. Situada no coração central da vila histórica e comercial, ela transformou-se em uma rua de pedestres invadida por cafés, restaurantes e um pequeno mercado de natal no inverno. A Fontaine aux Dauphins (ou Lavalette) foi construída em 1824. Passeie pela Grande Rue, um antigo caminho romano.

Place Saint-André

É o quarteirão mais antigo da velha Grenoble. Aqui, de um lado está o Palais de Justice e do outro a igreja de Saint-André.

Église Saint-André

Église Saint-André

Fundada em 1228, esta antiga capela privada dos Dauphins, nomes dados aos filhos mais velhos dos reis da França, é também uma necrópole. A place de Saint-André é ornada com a estátua do Chevalier Bayard.

Place aux Herbes

Place aux Herbes

Place aux Herbes

Place aux Herbes e seu mercado, com as mansões aristocráticas nos arredores.

Musée du Grenoble

La Femme Lisant – Pablo Picasso

La Femme Lisant – Pablo Picasso

Fundado em 1796, a coleção inclui obras do renascimento italiano, dos impressionistas como Monet, Renoir e Matisse e preserva um conjunto de relíquias e artefatos gregos, romanos e egípcios. Em 1921, Picasso doou sua obra “La Femme Lisant – A mulher lendo” ao museu. Fica na 5 Place de Lavalete

Musée Dauphinois

Jardim do claustro by Milky

Jardim do claustro by Milky

Ocupa um antigo prédio sobre a colina da Bastille onde antes ficava um convento do século XVII. O museu nos dá uma visão detalhadas de todos os aspectos da vida nos Alpes, o desenvolvimento do esqui, desde sua origem até as últimas tecnologias do nosso século. O museu se renova regularmente com exposições temporárias. É uma viagem mágica no tempo. Fica na 30 rue Maurice-Gignoux.

La Fontaine du Lion et du Serpent

La Fontaine du Lion et du Serpent

Para chegar até o museu indo a pé a partir da fonte do leão e da serpente, nas docas, a caminhada é pequena e agradável.

OS ARREDORES (BATE E VOLTA):

Château Sassenage et son Jardin by Milky

Château Sassenage et son Jardin by Milky

Château de Sassenage – Pertencendo inicialmente ao império romano, a região de Dauphiné se liga ao reino da França em 1349. O castelo Bérenger é uma pérola do século XVII e berço da casa de Sassenage, uma das mais antigas famílias da nobreza do Dauphiné. Diz a lenda que Mélusine, uma linda jovem, estava condenada a se transformar todos os sábados em uma criatura meio-mulher meio-serpente, para o resto de sua vida. A duração deste feitiço poderia encurtar se ela se casasse com um cavaleiro que prometesse jamais tentar desvendar seu segredo. Mélusine encontrou em Raymondin o cavaleiro que poderia liberá-la da sua maldição. Viveram felizes muitos anos até que a curiosidade de Raymondin obrigou que Mélusine fugisse pela janela do château para encontrar refúgio nas “Cuves de Sassenage”. O Château de Sassenage fica à 00:20hs de Grenoble na rue du plaçage. Para chegar lá pegue o Tramway linha A pare na estação Fontaine La Poya, depois pegue o ônibus 20(direção Veurey Mairie), 50(direção Sassenage les Côtes) ou 53 (Noyarey parc des Biches) e desça no Château. Ou pegue o ônibus linha 54 e desça no Château.

Cuve de Sassenage

Cuve de Sassenage

Les cuves de Sassenage – No século XIX, um dos membros da família Bérenger, o Marquês de Bérenger, escreveu um pequeno guia sobre as grutas locais. Sassenage possuía 2 das 7 maravilhas do Dauphiné, as grutas e as pedras oftalmológicas, famosas por curar doenças dos olhos. Segredos e lendas se misturam nas águas geladas das grutas. Lendas ou não, dizem que a fada Mélusine se esconde nessas grutas e que as pedras são suas lágrimas.

Château du duc de Lesdiguières - Domaine de Vizille

Château du duc de Lesdiguières – Domaine de Vizille

Domaine de Vizille – O château foi construído em 1580, no reinado de Louis XIII, pelo Duc de Lesdiguières, um militar em início de carreira, para proteger sua família das guerras religiosas. Hoje, após sua restauração, o château reina soberano: serve de residência de verão aos presidentes da república e abriga o museu da Revolução Francesa. Foi aqui que os primeiros sinais da revolução começaram, em 1788. Integrado ao château, está um dos jardins mais bonitos da França que foi, no passado, um parque de caça do Duc de Lesdiguières. Fica à 16km de Grenoble, 00:20hs de ônibus pegando a linha Transisére express 3 Vizille – Grenoble, Descendo na parada « Chantefeuille » à Vizille. O château fica na place du château, na cidade de Vizille.

SOUVENIRS

Les Galeries Lafayette – São 5 andares de produtos de alta qualidade. Fica na 12 place Grenette.

QUANDO ANOITECE

Os Pub’s mais animados de Grenoble são com certeza:
Le Tonneau de Diogène que fica na 6 Place Notre-Dame
Le Couche Tard que fica na 1 rue du Palais.

COMO CHEGAR

Grenoble fica a 483 km a sudeste de Paris, na região de Dauphiné. Partindo de PARIS GARE DE LYON, o TGV gasta 3:01hs até a estação de Grenoble. A cidade possui 7 estações de trem.

Marseille fica a 211Km de Grenoble e a viagem de TGV dura 3:27hs até a estação Marseille Saint- Charles com uma conexão em Valence.

Lyon fica a 97Km de Grenoble e a viagem dura 1:27hs até a estação de Lyon Part Dieu.

Genève, na Suiça, fica a 143km de Grenoble e a viagem de TGV dura 02:06hs até a estação de Genève Cornavin.

QUANDO IR

Grenoble possui um clima oceânico, quente e úmido. Mesmo dentro dos meses mais secos ocorrem episódios de muita chuva. Os melhores meses para visita são de junho a setembro.
Fevereiro é o mês mais frio do ano.
Dezembro é o mês mais chuvoso.
Julho/agosto são os meses mais quentes com temperaturas atingindo os 25°C.
Em junho tem o congresso internacional de Nozes de Grenoble, onde os melhores confeiteiros do mundo se reúnem para falar de nozes.

ONDE FICAR

Grand Hôtel Grenoble Centre – Possui excelente localização, café da manhã com várias opções. Perto dos principais pontos turísticos da cidade. A estação de trem fica à 1,5km do hotel e a 10m da Place Grenette. Fica na 5 rue de la République. Diárias a partir de 226 euros.

Hôtel d’Angleterre – Em pleno coração de Grenoble, alguns quartos possuem uma magnífica vista para a praça, sem barulho. Fica na 5 Place Victor Hugo. Diárias a partir de 116 euros.

Hôtel de l’Europe Grenoble – o edifício é do século XVII com quartos modernos. Está a 350m do teleférico que o levará até a Bastille. A estação de trem está a 1km de distância e a 5 minutos à pé do bonde. Fica na 22 Place Grenette. Diárias a partir de 100 euros.

Não tem hotel mais barato? Tem.

Inter Hôtel Gambetta – Localizado no centro de Grenoble, possui acesso fácil às principais atrações da região incluindo a Bastille. Fica na 52 Boulevard Gambetta. Diárias a partir de 73 euros.

ONDE COMER

A dica regional são os Fondues e raclettes. As massas italianas competem com os fondues, afinal , a maior parte dos imigrantes são italianos.

Você não pode sair da região sem experimentar o “La Chartreuse”, um elixir ou licor, amarelo ou verde. La Chartreuse é usado em vários molhos de numerosas receitas. Dizem que somente dois monges conhecem essa complexa receita, datada de 1605, composta de 130 plantas do maciço Éponyme. O elixir de longa vida é produzido na cidade de Voiron onde os antigos alambiques se misturam a instrumentos mais modernos para a produção do “La Chartreuse”.

As nozes de Grenoble são produzidas por uma árvore típica do rio l’Isère. De excelente qualidade, são usadas amplamente na confeitaria da cidade. Todos os anos um congresso internacional de nozes se reúne em Grenoble em junho.

Restaurant de téléférique – Localizado no coração da velha Grenoble, a 476m de altitude e um visual inesquecível. Apresenta um cardápio de produtos frescos da estação. Fica na 5 Fort de la Bastille. Os preços são razoáveis. A partir de 15 euros.

La Toscana – Excelente cozinha italiana. O menu é reduzido, mas de alta qualidade. La Toscana se distingue entre as numerosas pizzarias da Quai Perriere. Fica na 46 Quai Perriere. Menu formule (entrada + pizza/Patês + sobremesa) a partir de 26 euros.

La Petite idée – Lugar é pequeno, mas o charme é grande. Cardápio com poucas opções de cozinha francesa e regional de alta qualidade. Fica na 7 Cours Jean Jaures. Menu formule( entrada + prato principal + sobremesa) com vinho da casa sai por 23 euros.

Au Petit Savoyard – Vinho, Fondue e raclette de excelente qualidade num ambiente muito agradável. Fica na 2 rue Génissieu. Preço médio 26 euros.

Não tem mais barato? Tem.

Crêperie Blanc Fontaine – Em pleno centro de Grenoble, esta creperia ocupa um espaço novo e moderno. Serve galettes e crepes doces e salgados. O preço é razoável. Fica na 2 rue Blanc Fontaine. O menu formule(prato+sobremesa+Cidra) sai por 16 euros e o menu(crepe salgado + crepe doce + Cidra) sai por 9 euros.

Bon voyage!!!



Você também precisa conhecer

Ainda sem sugestões de passeios próximos para esta cidade.

RELACIONADOS
Lyon

12 de agosto de 2017

Chamonix-Mont-Blanc

13 de outubro de 2016

Arrondissement de Grenoble
4°
céu limpo
Humidade: 86%
Vento: 3m/s N
Max. 4 • Min. 2
5°
Qui
3°
Sex
6°
Sab
Dados da OpenWeatherMap
Quem sou
Bird

Conheci a França através dos livros e descobri que este país é, por si só, um exemplar admirável. Desses que te hipnotizam da primeira página ao último ponto. Violento e delicado, por vezes há um toque de conto de fadas. Pura emoção.

A história francesa é o cenário principal da narrativa com suas coerências e paradoxos, glórias e fracassos. Registre!!! A leitura mágica me transportou para tempos remotos e contemporâneos.

Quero que a minha viagem seja nossa. Ela está aqui, na bilheteria da estação ferroviária. Faça uma boa viagem e volte para me contar. Como dizem os franceses: "À Bientôt, j'espère."

Parceiros