Nice

Por em 12 dezembro, 2016

nice-1

Clarice Lispector um dia escreveu: “Azul será uma cor em si ou uma questão de distância? Ou uma questão de grande nostalgia? O inalcançável é sempre azul”. Entre o mar e a montanha existe uma beleza rara, intensa e suave! É Nice, a Deusa da Vitória, na sua hora azul.

A HISTÓRIA

Nice existe desde 350 ac. Foi nomeada pelos gregos de “Nike” ou “Nikaia” em homenagem à Deusa da Vitória. Em 154 ac os romanos ocuparam a cidade e ela chegou a ser capital da província romana dos Alpes Marítimos. Devido à sua localização estratégica, a cidade foi muito disputada e trocou de soberano por 3 vêzes. A casa de Sabóia dominou a cidade durante séculos. Entre o período de 1792 e 1815 fez parte da França, mas foi devolvida à Itália, e só voltou a ser definitivamente francesa, em 1860. Sua expansão foi drasticamente acelerada durante o século XX com o desenvolvimento do turismo na Côte d’Azur. Nice recebe a imigração de estrangeiros de vários paises o que a torna, altamente, cosmopolita.

O QUE FAZER

nice-3 nice-5

 

 

 

 

 

 

Esta metrópole da Côte d’Azur (Costa Azul) é a 5º cidade da França, atrás de Paris, Lyon, Marseille e Lille. Como toda cidade grande e bastante turística, algumas facilidades serão encontradas. São 3 centros de ajuda ao visitante. Um deles na estação de trem na avenida Thiers, o outro no aeroporto Nice – Côte d’Azure e o principal deles, na 5 Promenade des Anglais.

A cidade é dona de uma beleza natural que encantou artistas como Arman, Niki de Saint Phalle, Marc Chagall e Henri Matisse. Suas obras estão imortalizadas nos museus mais famosos de Nice. Para visitá-los, considere adquirir o passe-musée, e terá livre acesso aos principais museus da cidade, por 7 dias. O passe-musée pode ser adquirido no centro de ajuda ao visitante ou nas bilheterias dos museus.

Para quem vai se locomover de ônibus pela cidade, é interessante adquirir um passe de 1 a 7 dias vendidos em bancas de jornais. Com o passe, o acesso é livre e ilimitado para qualquer ônibus municipal. A economia é substancial. Registre!!!

Le Grand Tour

Quer ter uma visão geral e rápida de Nice? Pegue um ônibus de turismo. Eles possuem 2 andares e o levarão a um passeio para uma visão panorâmica da cidade. Você pode descer e pegá-lo novamente, quando quiser, numa das paradas do percurso. É só esperar de 30 a 40 minutos até o próximo ônibus passar. Consulte o centro de ajuda ao visitante.

Promenade des Anglais

nice-2
A beleza natural da região e o seu clima estimularam a aristocracia europeia, na segunda metade do século XVIII, a visitar o local para passar o inverno. A Promenade des Anglais(passeio dos ingleses) é a principal avenida à beira mar de Nice. O nome é uma homenagem aos visitantes britânicos que por lá passaram. Atravessando a avenida, o mar se apresenta lindo e azul! Garotas com o corpo dourado caminham sobre as pedras. Sim, sobre as pedras! As praias de Nice não possuem areias como as de Copacabana no Rio de Janeiro, possuem pedras. Tome cuidado para não se machucar. É possível alugar espreguiçadeira e tomar um banho de água doce nos chuveiros. Mas você não vai ouvir um vendedor oferecendo aquele mate gelado ou o nosso biscoito Globo. O que é uma pena!

*** Os ônibus municipais 2 e 12, fazem trajeto passando por todas as praias de Nice.

Se preferir conheça a cidade de paragliding, o passeio, para os corajosos, é recompensado com uma vista sensacional.

Le Château

Seguindo para o leste, a Promenade des Anglais se transforma na Quai des Etats-Unis. Siga até o porto e observe os barcos e iates ancorados. Quando voltar me conte!
Mais adiante, no alto de uma colina, foi construido um castelo pelo Duque de Savoie, o qual foi destruido em 1706 por ordem do rei Louis XIV, em represália à resistência provençal ao seu regime. O lugar, conhecido como “Le Château”, transformou-se em um jardim. Apreciar a vista mais bonita da cidade é fácil. Suba de elevador!

Cimetière du Château

nice-7
O cemitério do castelo foi construido em 1783, sobre as ruinas deixadas por Louis XIV após a destruição do Château. Conhecido pelos seus monumentos exuberantes, este cemitério é um dos mais belos da França. Para chegar até lá é preciso pegar o Train touristique de Nice que parte do Jardin Albert Premier, o passeio dura 40 minutos passando pela Promenade des Anglais e quai des Etats-Unis.

Vieille Ville
Place Masséna

Place Masséna

Parte histórica de Nice, a Place Masséna, centro comercial, revive-se a Itália do século XVII e XVIII com seus edificios pintados de rosa, fontes e chafarizes. A velha vila é um labirinto de ruas, onde encontram-se os melhores restaurantes da cidade e também muitas lojas e cafés. Enquanto estiver por aqui, aproveite para visitar o mercado das flores e a Cours Saleya, feira mais antiga de Nice.

Cathédrale Orthodoxe Russe St-Nicolas

nice-8
Encomendado pelo Tsar Nicholas II, este templo é uma perfeita expressão da arte religiosa russa e também o mais bonito fora daquele lugar. Está situada na Avenue Nicolas II.

Palais Lascaris

nice-9
Um verdadeiro palácio barroco do século XVII. Restaurado em 1946, é um monumento histórico dentro da velha Nice. Retrata a arte popular. Está situado na 15 rue Droite.

Musée Masséna
A grande galeria

A grande galeria

Evocam através de suas coleções, a arte e história da Riviera francesa a partir da anexação de Nice à França até o fim da Belle Époque. Está situado na 65 Rue de France.

Ruinas de Cimiez
Ruinas da Arena romana de Cimiez

Ruinas da Arena romana de Cimiez

Localizado no subúrbio, a 5km ao norte de Nice, o bairro de Cimiez situa-se no alto de uma colina. Escavações descobriram as ruínas desta cidade romana e evidenciaram sua arena com capacidade para mais de 5 mil pessoas, onde expectadores assistiam e aplaudiam aos massacres de gladiadores. Hoje, o lugar é usado para shows.
Para chegar lá pegue o ônibus 15 ou 17 saindo da Place Masséna.

Musée Matisse

nice-12
Este museu é uma homenagem a Henri Matisse. A maioria de suas obras de arte foram pintadas em Nice e doadas pelos seus herdeiros ao museu. A obra mais famosa é, sem dúvida, “O Retrato de Madame Matisse”, pintado em 1905. O museu fica 164 Avenue des Arènes-de-cimiez

Musée Marc Chagall

nice-13
Chagall era russo por nascimento e tornou-se francês em 1937. Este belo museu dedicado a ele, fica nas colinas de Cimiez. O artista e sua esposa doaram suas obras em 1966 e 1972. São mais de 450 pinturas. Avenue du Dr-Ménard.

CONHECENDO OS ARREDORES

Place aux Aires - Grasse

Place aux Aires – Grasse

Grasse – Sua especialidade era fazer luvas. No século XVI, a família Médicis lançou a moda das luvas perfumadas. Só restou à Grasse criar perfumes. Foi no século XIX que apareceram as grandes perfumarias Molinard e Fragonard. O museu de perfumaria revela todos, ou melhor, quase todos, os segredo da produção de perfumes.

O museu da perfumaria revela todos, ou melhor, quase todos, os segredo da produção de perfumes.
Esse passeio perfumado de Nice a Grasse dura 01:21h partindo da Gare Nice Ville.

Fort du Mont alban

Fort du Mont alban

VilleFranche – Essa antiga colônia de pescadores possui casas geminadas e coloridas, típicas do século XVI. A capela de Saint-Pierre do século XV é dedicada aos pescadores. O valor da entrada na capela é totalmente revertido para a associação de pescadores de Villefranche. Villefranche abriga a 2ª mansão mais cara do mundo, a “La Leopolda”, ela pertence à brasileira Lily Safra.
Entre Nice e Villefranche fica Fort du Mont Alban, construido no século XVI, situado no ponto mais alto e admirado pelas pessoas para ver o pôr do sol.

nice-14
Cannes – Aqui, parece que tudo é feito para o prazer dos olhos. As palmeiras, as fachadas brancas dos edificios, o mercado das flores, as vitrines de luxo, os grandes iates do velho porto e um mar que parece estar de férias, eternamente. Com o festival de Cinema em Cannes, parece que o mundo inteiro desfila neste tapete vermelho.

Cannes fica a 33Km de Nice e a viagem de TER dura 00:42hs.

Principado de Mônaco

Principado de Mônaco

Cassino de Monte Carlo

Cassino de Monte Carlo

Mônaco/Monte Carlo – No século XIX ,o principado de Mônaco vivia modestamente. No reino de Charles III, em 1860, aconteceu o milagre dos jogos. Nasceu uma era de fartura. O Cassino de Charles Garnier é um ponto de encontro privilegiado do principado. Para dar uma mãozinha à sorte, antes de começar a jogar, é preciso acariciar o joelho da estátua equestre que fica no hall.

Residência do príncipe de Mônaco

Residência do príncipe de Mônaco

Sobre o rochedo acontece a troca da guarda, em frente ao castelo de contos de fadas, exatamente às 11:55hs.

nice-22

Aquário de Mônaco

Aquário de Mônaco

 

 

 

 

 

 

 

 

Apaixonado pelo mundo marinho, o príncipe Albert I fundou o museu oceanográfico. O aquário é um dos mais belos do mundo. Mergulhado no mar e em cima de um jardim exótico, o prédio é em si, um símbolo.

nice-19
O jardim exótico de Fontvieille e suas 6000 variedades de plantas semi-desérticas

O velho porto de St-Tropez

O velho porto de St-Tropez

St-Tropez – Esta cidade entrou para o mapa com o sucesso de Brigitte Bardot, “E Deus criou a mulher”. As melhores praias da Riviera francesa estão aqui, Praia de Bouillabaisse, praia de Graniers, praia des Salins e praia de Pampelonne. É bem cedo que se conhece os verdadeiros habitantes na praça des Lices. Quando o sol se põe, é na praça de Lices que as vedetes do Show-biz começam suas apresentações rodeadas de admiradores. Para comprar, a chiquérrima St-Tropez conta com uma loja Le Dépot na Boulevard Louis-Blanc. A loja vende roupas de segunda-mão das marcas Hermès, Dior, Chanel… Por vezes, você encontrará roupas na etiqueta ainda.

Costa de Ajaccio

Costa de Ajaccio

Ajaccio(Corse) – A História da ilha Córsega começou há 40 séculos atrás com a chegada do misterioso povo do mar, assediada pelo mouros foi, pouco a pouco, sendo Abandonada pelos seus habitantes para renascer no século XV. Em 1768, um ano depois do rei Louis XV ter comprado a ilha das autoridades Genovesas, nasceu em Ajaccio, Nabulione Buonaparte, em 15 de agosto de 1769, nada menos que, Napoleão Bonaparte, futuro imperador da França. A cidade possui um cenário de lindas praias, os prédios modernos dão a Ajaccio um aspecto de “vila Branca”. A velha vila, tão cheia de ruelas, todas elas terminando no porto. O coração animado de Ajaccio fica na Place Maréchal Foch, decorada de platanos e palmeiras. É uma viagem à parte de Ferry com quase 10:00hs de duração. Considere a possibilidade!

SOUVENIRS

As ruas tradicionais de Nice na cidade velha são um bom começo. A maioria das lojas se concentra na Rue Masséna, place Magenta, rue Paradis, mas há outras opções por perto.

A Gigi é uma loja famosa, especializada em roupas femininas de alto nível. Fica na 10 rue de la Liberté.

A Confiserie Florian du Vieux-Nice – a especialidade são as frutas cristalizadas no açúcar ou no chocolate, geléias exóticas ou conservas de pétalas de rosas. Fica na 14 quai Papacino, próximo ao porto(velho).

Façonnable – possui uma cadeia de lojas por toda a Europa. Especializada em roupas femininas e masculinas. Fica na 7, 9, 10 rue Paradis.

QUANDO ANOITECE

Como toda cidade grande, a noite em Nice é agitada. O jornal “La semaine des spetacles” publica as diversões semanais.
Na cidade velha existem vários bares bem ao estilo ocidental.

É imperdível o Cabaret du Casino Ruhl! É quando Nice tenta se comparar a Monte-Carlo e Las Vegas. Cassinos, shows, muita pluma e paetê. É proibido entrar de Jeans ou Tênis.

COMO CHEGAR

Nice fica a 929km de Paris na borda do mediterrâneo ao longo da Baie des Anges, suldeste da França. Partindo de PARIS GARE DE LYON, o TGV gasta 5:36hs até Nice, gare Nice-Ville.
Marseille fica a 214Km de Nice e a viagem de TGV dura 2:35hs.
Toulon fica a 149Km de Nice e a viagem de TGV dura 1:54hs.
O terminal principal de ônibus ou Gare Routière na 5 boulevard Jean-Jaurès tem ônibus indo/vindo de Mônaco, Cannes, St-tropez.

QUANDO IR

Nice tem 300 dias de sol por ano. Vá quando quiser!
Em janeiro tem o Rallye de Monte Carlo, uma famosa corrida de carros, conhecida no mundo inteiro.
Em fevereiro tem o Carnaval com seus desfiles, bailes e fogos de artifícios. O ponto alto da festa é a queima do rei do carnaval e a batalha das flores.
Em abril tem o festival internacional do livro e da imprensa.
Em maio tem o Grand Prix de Mônaco.
Em junho tem o festival de música Sacra.
Em julho, Festival de Jazz.
Em Grasse, no mês de agosto, acontece a festa do Jasmin.

ONDE FICAR

Nice tem a segunda maior capacidade hoteleira do país, perdendo apenas para Paris. Recebe 4 milhões de turistas ao ano.

Hôtel Windsor – bem localizado, próximo à Avenue des Anglais. Cada quarto possui uma decoração única. O jardim decorado com plantas tropicais e reprodução de sons dos pássaros da floresta amazônica. O endereço é 11 rue Dalpozzo. Diárias a partir de 120 euros.

Hôtel Ambassador – muito bem localizado, fica à 2 minutos da avenida principal, Promenade des Anglais. O endereço é: 8, Avenue de Suède. Diárias a partir de 100 euros.

Não tem hotel mais barato?

Hôtel de la mer – no centro da velha Nice. Hotel desde 1947. Fica à 2 minutos da Promenade des Anglais. O endereço é 4 Place Masséna. Diárias a partir de 60 euros.

ONDE COMER

A cozinha de Nice é mediterrânea e influenciada pela Provence. Seus principais pratos são: Beignets de fleurs de courgette(Bolinho de flores de abobrinha), gnocchis, estocaficada(bacalhau seco de Nice), Farcis niçois(recheados de nice), olives de Nice(AOC) e muito mais…
O vinho Bellet (AOC) é produzido na região.

No velho porto – Os restaurantes são mais baratos e a qualidade não cai. Você escolhe um restaurante com um terraço e enquanto o pedido não chega, observe a partida de barcos para a Córsega, terra de Napoleão. Experimente o Bouillabaisse (Sopa de peixe feita com a cabeça e a casca do camarão. Acompanha o prato, um creme rouille – molho picante à base de maionese, pimenta malagueta, alho) e torradas.

Restaurant Le Panier – Localizado na velha Nice, este pequeno restaurante é muito agradável. As opções do menu são poucas, mas os produtos são sempre frescos. Um cliente chegou a dizer que os pratos respiram a dedicação do chef. Prato principal a partir de 18 euros. Fica na 5 rue Barillerie, a alguns metros da Cours Saleya.

La Route du miam – Pequeno restaurante familiar. Se você gosta de pato, este é o lugar. Cozinha autêntica e saborosa. Pratos servidos em quantidades generosas. Menu a partir de 25 euros. Fica na 1 rue Molière.

Tem mais barato? Tem.

Pâtisserie Auer – aberta em 1820. Perpetua a tradição da fabricação de chocolates, confeitaria e frutas cristalizadas. Preço médio de 7 euros. Fica na 7 rue Saint-François-de-Paule, centro de Nice.

Café Turin – Situado na praça Garibaldi, é um dos restaurantes mais conhecidos da vila. Fundado no século XIX, é um cervejaria especializada em frutos do mar. Menu entrada/prato principal ou prato principal/sobremesa, em torno de 38 euros. Fica na 5 place Garibaldi. Perto do Porto.

Fenocchio – é a sorveteria mais famosa e antiga de Nice, com sabores exóticos de rosas, Jasmim e tomate. A partir de 2 euros. Fica na 2 Pl. Rossetti.

Bon voyage!!!


Você também precisa conhecer

Ainda sem sugestões de passeios próximos para esta cidade.

12 de dezembro de 2016

12 de dezembro de 2016

RELACIONADOS
Carcassonne

23 de junho de 2017

Aix-En-Provence

12 de dezembro de 2016

Avignon

11 de outubro de 2016

  • Marie Antoinette

    Carissima amiga.
    Minha viagem começou por aqui em Nice não por acaso. Precisava de um sol e de um mar já que aqui no <> está um frio de lascar o cano. Ah, e esse mar de Nice me fez lembrar minha terrinha, não por tê-lo e sim pela falta dele. Vou explicar. Mar é coisa que mineiro não tem mas ama de paixão depois das montanhas que o cercam e o fazem sentir abraçados.
    Pois é Josephine, ops, Soraya, fiquei orgulhosa do seu trabalho. Ainda estou em estado de contemplação. Ficou bem profissional e por conhecê-la senti falta das suas aventuras. Talvez possa incluí-las no <> destes trilhos.
    Vou ler mais um pouquinho, ou melhor, tudo e vou escrevendo e comentando.
    Sucesso e conte comigo minha sempre amiga.
    Um grande e saudoso abraço,
    Marie Antoinette, ops, Terezinha.

Arrondissement de Nice
17°
nublado
Humidade: 80%
Vento: 3m/s NNE
Max. 17 • Min. 11
15°
Ter
12°
Qua
16°
Qui
Dados da OpenWeatherMap
Quem sou
Bird

Conheci a França através dos livros e descobri que este país é, por si só, um exemplar admirável. Desses que te hipnotizam da primeira página ao último ponto. Violento e delicado, por vezes há um toque de conto de fadas. Pura emoção.

A história francesa é o cenário principal da narrativa com suas coerências e paradoxos, glórias e fracassos. Registre!!! A leitura mágica me transportou para tempos remotos e contemporâneos.

Quero que a minha viagem seja nossa. Ela está aqui, na bilheteria da estação ferroviária. Faça uma boa viagem e volte para me contar. Como dizem os franceses: "À Bientôt, j'espère."

Parceiros